PMFS Qualifica
Em cima da hora:
Projeto contra corrupção do MPF já coletou mais 31 mil assinaturas na PB
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • Esporte Interativo oferece à CBF seis vezes valor atual por Copa do Brasil


    Esporte Interativo oferece à CBF seis vezes valor atual por Copa do Brasil
    Foto: Divulgação

    O Esporte Interativo formalizou proposta à CBF pelos direitos de transmissão de TV Fechada da Copa do Brasil a partir de 2018. Sua oferta é de R$ 180 milhões, seis vezes o que a Globo paga atualmente pela competição. O blog não conseguiu confirmar se a emissora carioca já fez oferta.

    A proposta é mais um passo agressivo do canal da Turner para tentar ganhar espaço no mercado nacional. O Esporte Interativo entrou forte na disputa dos direitos de TV Fechada do Brasileiro a partir de 2019 e conseguiu fechar com 15 clubes, sendo sete da Série A.

    Foi o suficiente para incomodar a Globo e ter um pacote de jogos no futuro para transmitir o Nacional. Mas a emissora carioca conseguiu atrair a maior parte dos grandes clubes nacionais, como Corinthians, São Paulo, Grêmio, Atlético-MG, Cruzeiro, Fluminense, Vasco. O Esporte Interativo ficou com Santos, Internacional, Coritiba e Atlético-PR, entre outros.

    No caso da Copa do Brasil, a negociação do Esporte Interativo é apenas com a CBF, sem participação dos clubes. A confederação apenas distribui cotas por participação dos times no campeonato. Os valores não são altos até se chegar às fases finais da competição.

    A ideia do Esporte Interativo é sinalizar que, com seis vezes mais dinheiro para a TV Fechada, a CBF teria mais recursos para distribuir para os clubes. Sua proposta é de um contrato longo, embora não tenha sido possível obter a informação de qual o período desejado.

    Lembre-se: foi na negociação de direitos de marketing da Copa do Brasil que o FBI encontrou provas de pagamento de propinas para os ex-presidentes da CBF José Maria Marin, Ricardo Teixeira e para o atual comandante afastado Marco Polo Del Nero.

    Fonte: Blog de Rodrigo Mattos no UOL
     



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia