Obras por toda a Bahia 2020
Em cima da hora:
GM investe US$ 500 milhões em rival do Uber
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • ABERT divulga relatório sobre violência contra liberdade de imprensa em 2015

    Entidade classificou 2015 como “um ano cruel para o jornalismo brasileiro”


    ABERT divulga relatório sobre violência contra liberdade de imprensa em 2015
    Foto: Reprodução

    A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT) divulgou nesta segunda-feira (22) o Relatório ABERT sobre Liberdade de Imprensa – 2015. A publicação aponta que no último ano foram confirmadas oito mortes de jornalistas relacionadas com suas atividades profissionais. Além disso, foram registradas 64 agressões. Três profissionais da comunicação foram assassinados em apenas 11 dias e, com isso, organizações internacionais de monitoramento da atividade jornalística batizaram a sequência de mortes como o novembro negro no país.

    Segundo a ABERT, os números de 2015 são ainda mais assustadores: no total, foram 8 mortes e 64 agressões. Somados os casos de ameaças, intimidações, vandalismo e ataques, foram 116 registros de violações à liberdade de expressão. “Foi um ano cruel para o jornalismo brasileiro. Está ocorrendo uma inversão de valores, onde o profissional da imprensa devidamente identificado tem se tornado alvo das agressões, seja pelos próprios manifestantes ou, ainda mais grave, pelos policiais que têm a obrigação constitucional de garantir a segurança desses profissionais”, declarou Daniel Slaviero, em entrevista coletiva à imprensa.

    A frequência e o aumento da violência contra jornalistas preocupam a ABERT, que considera inaceitável que profissionais sejam impedidos de atuar na cobertura de fatos de interesse da sociedade. De acordo com Slaviero, 2016 preocupa ainda mais por ser ano de eleições municipais. “Todos os casos (de morte) que ocorreram em 2015 estavam relacionados à investigação em casos de corrupção, seja envolvendo agentes públicos ou empresários. Então, como estamos em um ano de eleições municipais e os veículos de comunicação fazem um papel investigativo muito forte, é uma preocupação para a ABERT e para as outras entidades que acompanham o trabalho jornalístico que esses números não sejam agravados. E para que isso não ocorra, precisa haver uma ampla investigação, apuração e punição rigorosa nesses casos para que outras pessoas que queiram ter esse tipo de atitude contra profissionais da imprensa sejam inibidas".

    A edição deste ano do Relatório ABERT está diferente das anteriores em relação ao período de apuração. Antes, os dados eram computados no período de outubro a outubro e apresentados durante a Conferência da Associação Internacional de Radiodifusão (AIR). A atual versão compila os casos que aconteceram durante todo o ano, de janeiro a dezembro.

    A maioria das mortes aconteceu no Nordeste, com seis casos. As outras duas foram registradas no Sudeste e no Centro­Oeste. Em todos os casos, foram jornalistas homens que investigavam irregularidades de políticos, segundo Slaviero. "É necessário que haja investigação e punição exemplar nesses casos", diz.

    Apesar do crescimento no número de mortes, o Brasil ganhou doze posições no ranking da ONG internacional Repórteres Sem Fronteiras. O país passou da posição 111 para a 99, em uma lista de 180 nações. "É no mínimo embaraçoso estar comparado com países em estado de guerra", afirma Slaviero.


    Fonte: Tudo Radio.com



    Comentários


    01/12/2016 as 05h24m
    viagra escreveu:
    Type better All broken eyeshadows for best time to take buy viagra online deeper into it just.
    02/12/2016 as 16h21m
    vagra_sale escreveu:
    Fill a how to import female vagra sale heeled wedges for for for for knee-length kaftans.
    14/04/2017 as 03h18m
    lowest escreveu:
    How to know if viagra lowest price is for you,When can i take viagra after stopping cialis.
    15/04/2017 as 06h11m
    James escreveu:
    I got what you intend, thankyou for putting up.Woh I am glad to find this website through google. It is a very hard undertaking to seek to please everybody. by Publilius Syrus.
Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia