Obras por toda a Bahia 2020
Em cima da hora:
Baile Municipal de Bezerros vende ingressos para show de Araketu
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • Zé Eduardo, o Bocão, quebra o silêncio: “Publicaram um monte de mentira”


    Zé Eduardo, o Bocão, quebra o silêncio: “Publicaram um monte de mentira”
    Foto: Reprodução

    Depois da confirmação de que o “Se Liga Bocão” deixará de ser produzido, Zé Eduardo quebrou o silêncio em entrevista exclusiva ao site RD1. O apresentador da Record Bahia, que ficou famoso ao cravar altos índices de audiência – 33 pontos em plena tarde, na capital baiana – agora comandará o “Balanço Geral”, edição do meio-dia.

    Ele conta que ficou chateado com o teor das notícias que foram publicadas, de que a atração iria acabar, já que na verdade ele seguirá no ar, no mesmo horário.“Colocaram matéria dizendo que o programa ia acabar, um monte de mentira. Na verdade, ganhei mais uma hora de programa”, disse, esclarecendo que mudará a linha editorial do vespertino.

    Confira na íntegra a entrevista:

    RD1 – Muito se falou nesta quarta-feira (10) sobre o fim do “Se Liga Bocão”. O que tem de verdade e o que tem de mentira nisso?

    Zé Eduardo - Colocaram matéria dizendo que o programa ia acabar, um monte de mentira. Na verdade, ganhei mais uma hora de programa. Já estava há um tempo querendo sair dessa história de crime, crime, crime. Cansa. E acho que também cansava o telespectador. Já vinha conversando com a direção que eu queria sair dessa linha, me aprofundar em outros temas. Já queria mudar radicalmente, queria realmente fazer o “Balanço Geral”, que fala de saúde, entrevistas, política… eu não sou só polícia!

    RD1 - Cansa mostrar sangue todo dia?

    Zé Eduardo - Além de cansar, a energia é terrível. Mostrar todo dia um preso, todo dia uma facada. É horrível. Quero mostrar o morador de rua que não tem pra onde ir, cobrar a Prefeitura, o Governador. Quero dar uma geral na minha vida também.

    RD1 – Falou-se até que a Record estaria impondo essa mudança. Foi isso mesmo?

    Zé Eduardo - Não houve imposição. Há dois anos, vinha dizendo no ar que queria fazer culinária, que eu não aguentava mais, porque a violência estava muito pesada. Eu não aguento mais isso. Vinha conversando com a direção sobre isso, mas, para eu mudar, tinha que desvincular meu nome do “Se Liga Bocão”, que atualmente está ligado diretamente com violência.Além disso, há o fato de que a Record rede quer padronizar a grade.

    RD1 - Então você acabará se afastando do lado “Bocão” para ser de fato Zé Eduardo?

    Zé Eduardo - Exatamente. Agora não é mais Bocão, é Zé Eduardo. Digo em primeira mão para o RD1 que o programa será “Balanço Geral” com Zé Eduardo.

    RD1 - Você ficará das 12h às 14h30 no ar. Está pronto para essa maratona?

    Zé Eduardo - Vai cansar sim, mas a Record vai me dar uma grande estrutura. Vai contratar mais equipes, mais profissionais, mais produtores. A intenção da Record é revitalizar o jornalismo. Não vai mais existir matéria repetitiva, vai ser ótimo até para o mercado.

    RD1 - Por fim, qual a avaliação que você faz desses 8 anos de “Se Liga Bocão”?

    Zé Eduardo - Tudo que eu tive na minha vida, tenho que agradecer ao “Se Liga Bocão”. O que eu dei pra meu pai, minha mãe, devo ao “Se Liga Bocão”. Te confesso que a linha de polícia tem um limite e esse limite tinha chegado pra mim. O próprio Datena fala que não aguenta mais fazer aquilo, eu também falava isso aqui. Todo mundo sabia.

    Fonte: RD1



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia